Dicas para melhorar sua foto de câmera digital ou celular

 
Share Button

Máquinas comuns oferecem recursos que nem sempre são utilizados.
Atenção a detalhes no momento de fotografar eleva qualidade das imagens.

Imagem tremida, objetos distorcidos, cores artificiais. Seja com máquinas digitais ou celulares, todo mundo tira foto — mas o resultado nem sempre é o esperado. Para quem deseja usar melhor os recursos oferecidos na maioria das câmeras disponíveis hoje em dia, o fotógrafo do G1 Daigo Oliva elaborou algumas dicas. Veja os tópicos abaixo e confira os exemplos.

Balanço de branco (white balance)

Importante para corrigir erros de leitura da luz que a própria câmera faz em modo automático. Ambientes amarelados, por exemplo, que influem diretamente no tom de pele, podem ser corrigidos com as opções da câmera (veja exemplos na galeria e no infográfico abaixo)

Estágio de foco

Tenha paciência no momento em que for fazer a foto. A grande maioria das câmeras compactas (e até celulares) possui o estágio de foco nos botões disparadores. Para saber se a sua possui a função, aperte levemente o botão de disparo e observe, na tela, se a imagem “tenta” ajustar o foco.

Utilizar corretamente essa função garante que o objeto não saia distorcido, desfocado. Para isso, pressione o disparador com leveza até garantir que o objeto esteja nítido e, aí sim, realize o disparo.

Função macro

Se há uma função que rende muito bem em câmeras compactas, essa é a opção de fotos em macro. Para fazer fotos em pequenas distâncias (cerca de 10 cm), de pequenos objetos, selecione a marcação sinalizada em sua câmera por uma flor. Além de garantir o foco correto há um melhor ganho na qualidade da imagem.

Flash

O flash possui distância curta de atuação, que varia entre 3 m e 5 m. Ou seja, não adianta usar o flash para grandes paisagens ou shows, por exemplo. Flashs de câmeras compactas são limitados em potência e não podem ser direcionados, por isso imagens produzidas uso deles possuem aspecto duro, chapadas, sem leveza. A regra básica é: evite o flash sempre que possível.

Horários do dia

O começo e o fim do dia são bons horários para fotografar. A luz do Sol é mais suave e as sombras, mais alongadas, diferenciadas. Ao contrário da luz direta e dura do meio-dia, os horários próximos ao nascer e pôr-do-sol são bons momentos para fotografar. Dias nublados, ao contrário do que se pensa, oferecem luz uniforme, o que facilita para contrabalançar os diferentes níveis de luz em retratos com grandes paisagens ao fundo.

Composição do fundo

Tenha atenção com o fundo, o cenário de sua foto. O resultado final depende muito de como você compõe a cena e como relaciona o objeto com o plano de fundo. Linhas geométricas, estampas,  e texturas podem ser boas referências para compor sua imagem.

Enquadramento

Imagine sua foto cortada por duas linhas horizontais e duas verticais. Deslocar o objeto principal para os lados da foto, conforme o cruzamento das linhas, dá maior equilíbrio e valoriza o plano de fundo. Em muitos casos, a posição centralizada do objeto principal desvaloriza a imagem.

Outra dica é chegar perto do objeto sempre que possível. O uso dos zooms digitais das câmeras compactas e de alguns celulares prejudica a qualidade da foto. Dar alguns passos à frente pode valorizar sua foto.

Fotos noturnas

Segure firmemente sua câmera em ambientes escuros ou à noite. Prender a respiração durante o clique pode ajudar a manter o equipamento estável e evitar imagens tremidas. Se for retratar paisagens, procure sempre usar um apoio como um tripé improvisado: uma mureta, uma mesa, um banco, qualquer superfície que garanta que sua câmera ou celular não vá se mexer. Lembre-se de deixar a câmera na borda, para evitar interferência do apoio na imagem fotografada.

Controle de ISO

ISO é o nível de sensibilidade de luz que o sensor das câmeras captam. Quanto maior o valor do ISO, maior a capacidade da câmera em captar imagens em situações com pouca luz. Porém, a qualidade da foto também sofre perda de definição, adquirindo o chamado aspecto “pixelado”. A regra básica é: grande luminosidade, ISO baixo (as escalas variam muito, mas em geral entre 100 e 400) para garantir melhor definição da imagem. Ambientes com pouca luz, ISO alto (a partir de 800) para evitar o uso do flash e mesmo assim captar assuntos com movimento moderado.

Fonte:  http://g1.globo.com

Cofundador e Administrador do Portal Brasil Maçom, Administrador da Loja Virtual Atelier do Maçom, Mestre Maçom Iniciado na ARLS Cidade de Vila Velha 89, Jurisdicionada à Grande Loja Maçônica do Estado do Espírito Santo (GLMEES), Designer, Programador e Desenvolvedor .NET de Sistemas WEB.

Deixe uma resposta