FATOS DESTAQUES, CULTURA E REFLEXÃO MAÇÔNICA 07 JANEIRO

 
Share Button

FATOS MAÇÔNICOS OCORRIDOS EM 07 DE JANEIRO

1890 – GOVERNO provisório da República promulga lei que separa Igreja e Estado no Brasil.

1978 – FUNDAÇÃO da GL do Estado do MATO GROSSO.

Fonte: Grande Secretaria de Educação e Cultura/GOU
Grande Oriente Universal

CULTURA MAÇÔNICA

MASMORRAS AO VÍCIO
A palavra masmorra é de origem árabe, que na época dos Mouros designava o celeiro subterrâneo, que também servia de cárcere. Com o contato com a civilização européia a palavra perdeu o sentido de “depósito de alimentos” para ser usada somente como ergástulo, enxovia, calabouço, cárcere, cadeia, masmorra e prisão.

É neste sentido que realmente os Maçons devem utilizar a pá da vontade, a picareta da determinação e a alavanca da moral para cavarem, o quanto mais fundo poderem, um aposento sombrio e triste para tudo aquilo que avilta o homem.

Não devemos nos preocupar com o mal, mas com os HÁBITOS que desgraçadamente nos arrastam até ele. O vício é uma impetuosa propensão que nos atormenta e insufla nossas vis paixões.

Sem a menor intenção de ser moralista, mas alertando que ser um “Homem Livre e de Bons Costumes” exige a prática da Virtude. Que nada mais é do que o oposto ao Vício (do latim “vitium”, que significa “falha” ou “defeito”).

Se o Irmão tem algum hábito repetitivo que degenera ou lhe causa algum prejuízo e aos que com você convivem, está passando da hora de compreender que em nossos labores trabalhamos para adaptar nosso espírito às grandes afeições e a só concebermos idéias sólidas de virtudes, porque somente regulando nossos hábitos pelos princípios da moral, é que poderemos dar à nossa alma o equilíbrio de força e de sensibilidade que constitui a Ciência da Vida.

Nos arredores da cidade de Patrocínio há uma enorme cratera de aproximadamente 16 km de diâmetro. Durante muito anos, especulou-se que sua origem era vulcânica, contudo, não existem provas concretas de atividade vulcânica. Observando melhor as características geologicas, surge a possibilidade da cratera ter sido formada pelo impacto de um asteroide.

De maneira simbólica vejam um asteróide como um “pequeno vício”, afinal está tão distante de nós que parece pequenininho.

O “hábito repetitivo” ou simbologicamente – o tempo – vai aproximando este asteróide/vício de nós e quando menos esperamos, ele (vício/asteróide) está enorme e preste a nos causar um “grande buraco” (cratera).

Faltam apenas 3 semanas para completarmos o ano de 2011. Tempo mais que suficiente para iniciarmos a construção de Templos pessoais à Virtude e Masmorras profundas aos nossos vícios. Margaret Mead foi uma antropóloga norte-americana, nascida em 16 de dezembro de 1901 que resumiu a relação virtude e vício com a seguinte frase: “A virtude é quando se tem a dor seguida do prazer; o vício é quando se tem o prazer seguido da dor”.

De acordo com o PROMAÇOM cujo programa visa à integração das Lojas Maçônicas, segue em anexo, o quadro com as atividades das Lojas que se reúnem na avenida Brasil 478 e, de algumas situadas fora do Palácio Maçônico.

Irm Sérgio Quirino Guimarães *
Fonte: Foco Arter Real

REFLEXÃO MAÇÔNICA

O VERDADEIRO MESTRE RENASCE EM VIDA.

Nosso fim, por coisas que na verdade ainda não sabemos, pode ser uma nova possibilidade de uma nova vida. Mas até lá, temos como uma conclusão que, nosso corpo já não possuirá vida. Vida da qual tivemos durante toda esta estadia, aqui, neste planeta lindo e maravilhoso.

Todas nossas experiências, nossa ações, nossas alegrias, tristezas, medos, enfim, tudo que vivemos, resume-se a um corpo que não teremos mais comando.
Nada mais importa, na prática.

O destino de todos nós será o mesmo.
Portanto, devemos na verdade, é ser feliz o quanto podermos, e ter um relação de interagibilidade com nossos semelhantes, para podermos fazer tudo quanto desejamos, em vida.

O Final, o outro lado, 100% seguros, não sabemos. Temos sugestões, para que nos conforte. Esta é a mais pura verdade. Por esta razão, por confiar em quem nos criou, por observar que uma Super Nova, se transformou em tudo que vemos e sentimos, podemos por uma percepção crer que possamos ressurgir em algo ou coisa conforme a vontade deste alguém. Igual nosso corpo, que seguirá o caminho para a Terra, com alguém nos conduzindo, imaginamos que alguém nos conduzirá em espírito.

Para ser um Mestre, temos que entender esta passagem. E é muito difícil entender. Muitos dizem-se Mestres. Poucos entenderam o que seja ser um Mestre.

O Verdadeiro Mestre renasce em Vida.

Assim confiamos em nosso Criador.

E só tem um jeito de tudo seguir de forma segura: Amando-o.

Richard Maia.SGMG/GOU
Grande Oriente Universal.

COMEMORAÇÕES NACIONAIS E MUNDIAIS 07 JANEIRO

7 de janeiro (uma terça-feira) 7º dia de 2014 (358 dias para 2015)

DIA DA LIBERDADE DE CULTO

07 JANEIRO - LIBERDADE DE CULTO

Hoje, 7 de janeiro é o dia da liberdade de culto; liberdade esta que só existe quando o poder não está nas mãos de um dos prestadores de culto. Felizmente, em nosso país e em nossos dias existe liberdade religiosa. Mas ela só prevalece enquanto nenhuma religião é dona do poder. Se uma religião assume o poder político, a liberdade religiosa é extinta.

A história nos mostra que no passado, quando a religiosidade era muito maior do que a de hoje, liberdade religiosa era coisa muito rara, se não inexistente. Os antigos egípcios praticavam obrigatoriamente a religião do faraó; os caldeus e quem estivesse sob o domínio babilônicos eram obrigados a adorar o deus adotado pelo rei, fato que o escritor bíblico registrou.

Os únicos dominadores que parecia serem muito condescendentes, não se importando com os cultos de seus súditos, eram os romanos. Eles só destruíram Jerusalém por razões políticas e perseguiam os cristãos, porque estes eram grandes inimigos do império. Roma, a capital do mundo da época, era figurada como a grande prostituta, mãe das prostituições e abominações da terra (Apocalipse 17).

Os hebreus, os criadores do monoteísmo, pareceram ir mais longe do que os que chamavam de pagãos. A ordem de Javé, segundo os escritos mosaicos, era matar os povos adoradores de outros deuses, e está escrito que destruíram várias nações por onde passaram tudo por ordem divina. No dia em que o império romano adotou o cristianismo como a religião oficial, aos poucos o chefe da igreja foi assumindo todo o poder político e a igreja tornou-se o poder mais opressivo de toda a história, só cessando suas barbaridades quando poderes não religiosos lhe tiraram o domínio mundial.

Atualmente, o islamismo, em todos os lugares onde domina, impõe ao povo suas práticas, e os grupos radicais praticam terrorismo em defesa de suas crenças. O que ocorre é que tudo que os religiosos imaginam ser preceitos divinos deve ser imposto ao mundo por quem ama a Deus sobre todas as coisas.

A vida não tem lá grande importância frente à vontade divina, e a morte está sempre à espreita dos desobedientes. A história nos mostra que religião é mais íntima da morte, e direitos humanos muitas vezes são abomináveis aos que escolhem a glória de Deus.

Liberdade religiosa e de várias outras práticas fazem parte da nossa e de constituições de vários países, graças ao humanismo, valorização do homem, inexistente nos tempos e lugares de predomínio religioso.

Fonte:Usina de Letras do Leitor

DIA DO LEITOR

Ler é viajar. Esta frase é bastante conhecida não deixa de ser verdade pois foi (e ainda é) através da leitura que o homem passou a conhecer lugares onde nunca esteve, se remeter ao passado histórico ou criado e até mesmo, projetar o futuro.

Mas ler nem sempre é uma tarefa fácil. No Brasil, cerca de 25 milhões de pessoas em idade possível de leitura (acima de 5 anos) ainda são analfabetos.

E saber ler significa ler e escrever um bilhete simples. Aquela pessoa que aprendeu a ler e escrever, mas esqueceu e a que só assinava o próprio nome foi considerada analfabeta.

É importante lembrar que não se nasce leitor , o aprendizado da leitura é um processo infinito de capacitação que é fomentado pelo contato com livros.

Pouco a pouco, a prática da leitura nos faz buscar cada vez livros mais complexos, sejam eles literários ou não, o que indica nosso crescimento na capacidade de interpretação e de abstração.

Ler nunca é uma atividade passiva. Através da leitura, o leitor identifica e cria lugares, personagens e estórias. Muitas vezes, se projeta no que está lendo.

O poder do livro em nossa história é tanto que diversas vezes, foram proibidos, queimados e censurados, pois iam contra um regime autoritário e totalitário. Assim foi na Inquisição, nas ditaduras militares que assolaram a América do Sul.

Portanto, apesar da capacidade de informação visual da sociedade em que vivemos, não podemos desprezar a competência do livro em nos fazer viajar.

Fonte: Portal São Francisco

Dia da “Revolução Cabana” comemorado no Estado brasileiro do Pará, conforme Lei Nº 4.587 de 3 de novembro de 1975, como homenagem do Poder Legislativo Paraense àquele Movimento Popular em que tomaram parte eminentes filhos da terra, quando essa data comemorativa deverá ser condignamente celebrada em todos os estabelecimentos de ensino médio do Estado do Pará, com palestras alusivas a mesma, pela Assembleia Legislativa do Estado e Câmaras Municipais, em Sessão Solene, falando sobre o evento os Líderes de cada Bancada ou seus representantes, para marcar a data do Início da “Guerra da Cabanagem”, uma revolta contra o centralismo do Império deflagrada em 7 de janeiro de 1835, com governo sedicioso de moradores pobres de regiões ribeirinhas, declarando-se autônomos até a maioridade de Dom Pedro II, sendo o único movimento revolucionário do Brasil de então, em que as camadas populares conseguiram ocupar o poder em toda uma província a partir da cidade brasileira de Belém-PA.

Dia do Jornal “O ESTANDARTE” Órgão oficial da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, que foi fundado em 7 de janeiro de 1893 pelo reverendo Eduardo Carlos Pereira, juntamente com o reverendo Bento Ferraz e o presbítero Joaquim Alves Corrêa, com o objetivo que ele sucedesse o jornal “Imprensa Evangélica”, que havia sido fundado em 5 de novembro de 1864.

Dia do Leitor comemoração de brasileiros, surgida a partir do aniversário do jornal cearense, “O Povo”, que foi fundado em 7 de janeiro de 1928 pelo poeta e jornalista brasileiro, Demócrito Rocha, cuja celebração atualmente é festejada com várias promoções em sites de livros e eventos em bibliotecas de todo o Brasil.

Dia da Liberdade de Cultos comemorado por brasileiros, para marcar a data da instituição da “Separação Igreja-Estado”, estabelecida no Brasil nos primórdios da República brasileira, pelo Decreto 119A de 7 de janeiro de 1890.].

Dia do Passarinheiro comemorado na cidade brasileira de São Paulo-SP, conforme Lei Nº 14.208 de 15 de setembro de 2006 e Lei Nº 14485 de 19 de julho de 2007.

Dia Estadual à Memória da Beata mártir Irmã Lindalva Justo de Oliveira” comemorado no Estado brasileiro do Rio Grande do Norte, conforme Lei Nº 9.571 de 24 de novembro de 2011, para marcar a data do batismo da Mártir potiguar do Brasil, Lindalva Justo de Oliveira [Maria Lúcia], que se deu em 7 de janeiro de 1954, data em que também se realizam as comemorações da paróquia Irmã Lindalva e São Cristóvão na cidade brasileira de Assu-RN, em honra de uma virgem que sempre levou uma vida de oração e dedicação às diferentes facetas do sofrimento humano [especialmente dos pobres] até ser assassinada numa Sexta-Feira Santa em 11 de abril de 1993, ao resistir ao assédio sexual do interno do abrigo Dom Pedro II, Augusto Peixoto, que então matou a freira com 44 facadas na cidade brasileira de Salvador-BA, por ele querer o que não podia ter.

Dia Estadual do Manezinho comemoração do Estado brasileiro de Santa Catarina, conforme Lei Nº 15.809 de 25 de abril de 2012, sendo que essa data comemorativa deverá ser orientada para a realização de eventos a ela alusivos, como ícone marcante na história catarinense, que está relacionada com um termo popularmente utilizado para designar os nativos da cidade brasileira de Florianópolis-SC, mas que abrange também os nascidos em municípios vizinhos à capital catarinense, como São José-SC, Biguaçu-SC e Palhoça-SC, numa referência à colonização da região, que foi feita principalmente por habitantes oriundos das Ilhas dos Açores em Portugal.

Dia Internacional dos Programadores ou “International Programmers� Day” comemoração em homenagem às pessoas que criam programas de computador, que os russos e alguns outros países do mundo costumam celebrar no 256º dia do ano, em 12 de setembro nos anos bissextos e 13 de setembro nos anos não-bissextos.

Fonte: http://diasde.com/7-de-janeiro/#ixzz2pfFWhACG

Frase do Dia: ¨Liberdade de culto, liberdade de pensar, ser e acreditar no que quer.Liberdade de culto é respeitar todas as religiões de maneira que cada uma ocupe seu espaço, sem ter discussões e sim um convívio social pacífico, onde cada um respeite a cultura do outro. No Brasil um país tão multiculturalista isso é fundamental¨.


Deixe uma resposta