FATOS DESTAQUES, CULTURA, REFLEXÃO MAÇÔNICA, COMEMORAÇÕES E DESTAQUES HISTÓRICOS 13 DE JANEIRO

 
Share Button

FATOS MAÇÔNICOS OCORRIDOS NO DIA 13 DE JANEIRO

1776 – Guerra de independência dos Estados Unidos: Ir.’. George Washington entra triunfante em Nova York à frente de suas tropas.

1777 – Prince Hall demonstrou sua combatividade como ativista dos direitos civis em diversas ocasiões. Em 13 de janeiro de 1777, junto com outros companheiros de luta – maçons ou não – endereçou uma petição ao legislativo de Massachussets protestando contra a existência da escravidão na Colônia. Documentos demonstram que, novamente, em 27 de fevereiro de 1788, redigiu outra petição protestando contra o sequestro e subsequente venda como escravos de numerosos negros que foram levados de Boston para um navio em direção às Índias Ocidentais.

1797 – Formado o primeiro Grande Consistório (Grau 32) em Charleston, Carolina do Sul, USA.

1818 – Fundada a GL de Indiana, Free & Accepted Masons – Maçons Livres e Aceitos, USA

1825 – Frei Caneca – Recife, 13 de janeiro de 1825, foi um religioso e político brasileiro. Esteve implicado na Revolução Pernambucana (1817) e na Confederação do Equador (1824). Como jornalista, esteve à frente do Typhis Pernambucano. Morreu Fuzilado, considerado mártir pernambucano.

1921 – Walter Pereira de Castro nasceu em 13 janeiro de 1921, em Alto Araguaia, Mato Grosso, mas foi registrado em Rio Verde. Seu pai, Olinto Pereira de Castro, foi um dos 12 fundadores e o primeiro venerável da Loja Estrella Rioverdense, também em 1947 fundou a Loja Verdadeira Luz, da Grande Loja Maçônica em Rio Verde.

1935 – Em carta de 13 de Janeiro de 1935 dirigida a um crítico literário luso , Fernando Pessoa define assim a sua anti-divindade: Nunca me propus ser Mestre ou Chefe-Mestre, porque não sei ensinar, nem sei se teria o que ensinar. Ora, e o que é isto senão um manifesto da Humildade? É o Ser e o Poeta que mergulhados no Mistério da alma, descobrem a força da espiritualidade oculta e se lhe entregam completamente, configurando-se aqui (não a perda da personalidade, pois é o anti-Fanatismo e a anti-Tirania que estão em jogo, mas…) o ganho de identidade que supera o Nada (da Filosofia de abandono vivencial) descobrindo-se Deus, humildemente! Na mesma carta, o Poeta revela que o que fiz por acaso e se completou por conversam fora exatamente talhado com Esquadria e Compasso, pelo Grande Arquiteto. Eis a grande viagem (e os fato sobre ela Fernando Pessoa não permitiu publicidade aos amigos) cujo grau de iniciação nos revela que o Templo sagrado só existe quando, exaltado o Mistério total, o Ser pode pedir Que as forças cegas se domem / Pela visão que a alma tem! O que, por outro lado, revela um Ser capaz da Humildade para ser Mestre sem o ser, enquanto veículo do diálogo e do misticismo ou, por outras palavras, sendo Potência espiritual.

1999 – FUNDAÇÃO da Loja Maçônica FORÇA E TRABALHO no. 3265 – Oriente de POÇOS DE CALDAS MG –G O E M G –GOB/MG – Reunião: Segunda-Feira – Rito: REAA.

2010 Realizada a 1ª Iniciação da ARLS FIDELITAS nº 47, dos Irmãos Duilio Levir e Jim Torelli

2012 – O Tribunal de Apelação de Paris decidiu no dia 13 de janeiro de 2012, que Francois Stifani já não é o Grão-Mestre da Grande Loja Nacional Francesa, tendo em vista que as funções de Grão-Mestre e Presidente da GLNF são idênticas, sendo o cargo de presidente apenas a expressão secular do de Grão-Mestre. Para os três magistrados do Tribunal, o fato do então Presidente e Grão-Mestre da Grande Loja Nacional Francesa ter renunciado às funções de presidente em 21 de janeiro de 2011 fez dele apenas um membro daquela potência maçônica. Um administrador judicial já havia sido nomeado em 24 de janeiro de 2011.
Os maçons franceses já haviam se manifestado contra Stifani, acusado de desvio de verba e de ter colocado a GLNF a serviço do atual governo francês, especialmente do presidente Sarkozy.

Fonte: Grande Secretaria Geral de Educação e Cultura/GOU

Grande Oriente Universal

CULTURA MAÇÔNICA

A Postura do Maçom na Ordem e na Sociedade

Caros Irmãos,

Sabemos que a meta permanente do homem é evoluir até o estado de perfeição e reintegrar-se à sua condição divina. Logicamente, essa meta não pode ser atingida em uma única etapa, uma vez que cada vida é insuficiente para que consigamos purificar nossa personalidade alma  de todos os seus defeitos e ou  passarmos por todas as experiências necessárias a essa purificação. É por essa razão que nossos fundamentos  filosóficos  admitem a reencarnação como uma forma de evolução espiritual. A Relação existente, aos olhos do maçom entre o fim terreno e o eterno é para ele, de modo idêntico. A  relação entre o fim presente e imediato  da sociedade em que ele vive e o fim terreno da humanidade inteira é para ele uma grande e insondável incógnita. Contudo, essa doutrina não é de modo algum um dogma em nossa Ordem, de assim cada estudante é livre para aceitá-la ou não  Se este conceito faz parte dos nossos ensinamentos, é porque ele corresponde a uma das principais leis da nossa sublime Ordem, que remonta às escolas de mistérios da Antigüidade.

Feitas essas observações preliminares, vejamos alguns dos fundamentos que orientam a conduta do maçom na vivência cotidiana dos trabalhos na ordem e suas conseqüências  para sua vida na  sociedade.

A Maçonaria contemporânea está alicerçada  em cinco pontos básicos:

autodesenvolvimento de seus adeptos, que é conseguido com o estudo de sua filosofia e ritualística, da sua história, da natureza humana e dos mistérios da natureza.

A fraternidade, é conseguida   pela doação pessoal, do querer ser fraterno, da aceitação dos irmãos como eles são, da compreensão, do companheirismo, da solidariedade e da convivência.

A participação –é a grande opção do adepto, a ele compete definir a intensidade e a expressão de sua participação. Dela depende sua maior ou menor integração na Ordem e como conseqüência , a sua maior ou menor realização maçônica.

O segredo que pode ser encarado como a alma da Ordem através dos tempos. Foi ele que garantiu e garantirá sua sobrevivência dentro da História. Ele cria de um certo modo uma aura de mistério e de misticismo em torno dos rituais e símbolos,  quer sendo vislumbrado como coisa sagrada e ou como uma coisa abominada em torno da vida do homem. Essa aura de mistério faz com que o leigo acabe atribuindo à Maçonaria um grau de importância e relevância maior do que ela tem. O maçom por mais que se corrompa, ou sede degenere, jamais revela esse segredo.

A Disciplina – Ela é  a qualidade indispensável ao maçom, necessária em todos os momentos de sua vida; seja na participação dos trabalhos em Loja, seja em sua vida profana. Nos trabalhos em Loja, há necessidade de rigorosa disciplina, no que tange a: freqüência, uso da palavra, postura em Loja, abordagem de assuntos, ritualística, observação dos segredos maçônicos, cumprimento dos juramentos e outros que se tornem imperativos para nosso desenvolvimento dentro da Ordem.

Na vida profana essa mesma Disciplina é indispensável, para o estabelecimento e cumprimento de objetivos e metas, no trabalho, nos cuidados com a saúde do corpo e da mente, na observação dos preceitos maçônicos voltados para a sociedade, no cumprimento das leis profanas. Enfim, a Disciplina é a companheira inseparável do Maçom realmente Limpo e Puro.

Devemos  salientar ainda  que o comportamento do maçom  não está ligado à  sua inteligência cerebral; o que quer dizer que , não devemos achar que uma pessoa tenha um comportamento definido por ser capaz de demonstrar grandes proezas intelectuais. Na verdade, essas proezas resultam do unicamente da acuidade mental

Assim como o comportamento  interior não está ligado à inteligência puramente cerebral, também não tem qualquer ligação com a sua  condição social. Para sermos mais exatos, isso significa que nem a riqueza nem a pobreza é uma condição ou critério para estabelecer padrões de conduta do homem na ordem ou na sociedade onde ele vive

Para se convencerem disso, basta que se lembrem do Mestre Jesus que nasceu num meio pobre, enquanto Buda era de origem real, e ambos em seu tempo comportavam-se de maneira semelhante, sempre voltados  para a conscientização da sociedade, mostrando que o caminho da paz, do amor e da solidariedade era a maior arma para que um homem  encontrasse o caminho da divindade.

Independentemente das explicações precedentes, alguns maçons  acham que o comportamento inflexível  é a marca fundamental de uma grande evolução.  Em outras palavras, eles estão convencidos de que uma pessoa não pode ser evoluída se for incapaz de perceber auras, de se projetar psiquicamente,

Na verdade, isso, não é bem assim, pois uma pessoa pode possuir todos os poderes físicos  sem que sequer consigam demonstrar o mínimo de comportamento racional na convivência  com outras pessoas. Outro componente que pode ser analisado como objeto de nossa especulação, é o comportamento ético de cada membro da ordem, que por sinal, nos dias de hoje tem sido objeto de muita especulação.

A Maçonaria no Brasil não é diferente do restante do mundo,  aqui temos representadas várias obediências que seguem leis e usos tradicionais e de certo modo semelhantes, o que favorece sua sobrevivência dentro de limites estipulados  dentro de um  instituto legal. O  que vem a ser  maçonaria e o que não é maçonaria, qualquer  postulado fora desses parâmetros descaracteriza a Ordem.

De um outro lado, fazendo oposição aos nossos fundamentos, estão os que  pregam  um  crescimento mais ou menos anárquico pois não admitem governo central ou mundial. Em algumas partes do mundo eles estão se proliferando em  pequenos blocos obscuros com relacionamento reservado, mas que se não forem combatidos, poderão tornar-se, em tempo relativamente curto uma ameaça para nossa integridade institucional..

Mas o que tem a ver a Ética com isso Por definição afirmamos que os códigos éticos, implícitos ou explícitos é que regem nosso comportamento, quer na Ordem ou na Sociedade que vivemos.

Mas o que vem a se constituir o conceito de Ética em nossos  dias.  Segundo  Pierre Weil “ Ética é um conjunto de valores construtivos que levam o homem a se comportar de modo harmonioso. Certo número de valores reais em nossa vida estão  intimamente ligados à Ética. São esses valores que determinam opiniões, atitudes e comportamentos de uma pessoa. Quando são de natureza construtiva, as pessoas se comportam de modo ético; ao contrário também é verdadeiro.”

O certo é que esses valores  acabam por influenciar a qualidade de vida , o desenvolvimento cultural e a preservação da própria cultura.

E nós maçons o que estamos fazendo? Como se comportam os seus  expoentes ou sua elite?

Dentro deste ângulo de comportamento existem pontos que devam ser observados  para que a necessidade de transcender ocorra. Esses pontos podem desdobrar-se da seguinte maneira:

Ética comportamental destrutiva –  São os comportamentos disssociativos, atitudes preconceituosas, desconfianças, os discursos diferentes da prática e fundamentalmente a descrença no ser humano

Ética comportamental Construtiva – Comportamento harmonioso, atitude aberta, inteira confiança, discurso coerente  entre a teoria e a realidade e crença no valor do ser humano.

O que estamos, no entanto,  presenciando em algumas oportunidades , é que se utilizando da sombra da “acácia verdadeira” elementos se arvorando de um passado, que em muitos casos são de tradição duvidosa ou mesmo, sem dúvidas, coberto de glórias, tentam impor-se  para imprimir atitudes pouco  coerentes com qualquer procedimento dentro da ética construtiva. O que presenciamos são grandes encontros de clubes regados pela particularidade , confradismo e apadrinhamento que são típicos da ética destrutiva que normalmente são disfarçados pela tolerância. O  que vemos são  pseudo dirigentes que buscam no aliciamento irregular um caminho para tornarem regulares os que foram expurgados da Ordem por divergência de comportamento.

Em todo caso seria bom observar que alguns valores milenares que são fundamentais e individuais  e que são válidos ainda nos dias de hoje  e devam ser revigorados constantemente:

Ser honesto em qualquer situação

Ter coragem para assumir as decisões

Ser tolerante e flexível

Ser íntegro

Ser humilde

Esses valores fazem parte das grandes VIGAS MESTRAS que sustentam a Maçonaria moderna. O que para a sociedade atual é uma qualidade especial, para nós maçons é uma virtude filosófica que rege a convivência comum entre os iniciados na Ordem . Tais valores, em tempo algum, para os maçons deve ser  apenas um objeto de Discurso. Se olharmos com olhos críticos, veremos que o último valor a ser listado “ ser Humilde” , deveria ser o primeiro a ser atendido, pois somente desta maneira é que poderemos entender e conseguir ouvir o que nossos próximos têm a dizer.

A Maçonaria por ser uma organização integrada e dirigida por pessoas humanas precisa ter muito cuidado, pois se  teremos que agir com muito mais atenção em relação a Ética, sem demagogia  pois qualquer que seja o reflexo pode produzir. Uma palavra, uma atitude, um gesto, uma expressão, principalmente daqueles que estão em postos de direção, pode acabar por atingir em cheio os dois maiores patrimônios da instituição – seu nome e sua imagem Não podemos ser inocentes a ponto de pensar na Maçonaria, enquanto Loja, Obediência, Potência e ou Confederação apenas como uma entidade jurídica. Elas existem sim, mas por causa de seus integrantes. São eles  é  que vão viver as glórias ou fracassos atribuídos à Maçonaria. Cada um tem seus limites impostos por suas crenças, por leis e costumes dentro de cada segmento social.

Para que nossos trabalhos dentro da maçonaria se desenvolvam dentro de nossos princípios, devemos  seguir algumas estratégias de ordem prática :

Saber exatamente quais são os meus limites éticos;

Avaliar com detalhes os valores da Instituição;

Trabalhar sempre com base em fatos;

Avaliar os riscos de sua decisão;

Saber que,  mesmo optando pela solução mais ética, poderá se envolver em situações mas delicadas;

Sendo sempre ético ter a  consciência de que poderá  em algum momento perder status, benefícios e ou outras benesses da posição em que você está ocupando.

Os Maçons que fazem a maçonaria Brasileira, qualquer que seja sua obediência, devem atentar para o seguinte : agir com ética dentro ou fora da Loja, Obediência e ou Confederação sempre foi e será uma decisão pessoal, essas decisões muitas vezes  estão sujeitas a deslizes e equívocos, esse caminho geralmente costuma ser um caminho sem volta, seja ele para o bem ou para o mal. Daí nosso alerta, Cuidado pois, os trilhos e as trilhas são vias de acesso semelhantes, elas levam o andarilho para o mesmo lugar, mas a trilha é muito mais difícil pois os seixos e a lama são seus maiores aliados.

Em decorrência  disso, se fizermos uma análise mais crítica do quadro de uma Loja normal e harmoniosa  poderemos identificar basicamente, quatro grupos distintos de maçons: os místicos, os fraternos, os místicos fraternos e os indecisos

Os Místicos são os que estão voltados ao estudo do simbolismo, da ritualística, da História da Maçonaria. Geralmente  aprofundam-se em sua filosofia e fazem dela  a orientação para sua vida representam mais ou menos 30 % do Quadro e sua freqüência  fica entre os 60 e 80 %. Os místicos são os que representam e desempenham importante papel para a Ordem.

Os Fraternos são aqueles mais voltados aos fundamentos da benemerência e convívio comunitário. Para eles a razão de ser da maçonaria está na fraternidade. Normalmente não são muito apegados aos estudos ritualísticos e ao misticismo, mas estão sempre prontos a servir ao próximo, e dar seu trabalho ás causas sociais. Eles correspondem a 20 % dos obreiros do quadro e sua freqüência gira em torno dos 60 %

Os Místicos Fraternos são os que dividem seu tempo em estudar e praticar a beneficência. Eles reúnem essas duas qualidades e quase sempre são os que dirigem as Lojas. Sua freqüência  está entre 80 e 100 % das sessões. Eles é que dominam as decisões da Loja.

Indecisos são aqueles que ainda não se identificaram com a Ordem, normalmente são Os que foram iniciados por motivos diversos e concluíram que a maçonaria é diferente do que eles imaginavam. Alguns deles deixam as Lojas de imediato e vão compor a grande loja dos Adormecidos. Outros aproveitam-se de qualquer motivo para abandonar o compromisso assumido com a iniciação.

Nesta oportunidade em que estamos todos reunidos nesta união fraternal, nós gostaríamos de render nossas homenagens a todos os maçons  e, em especial ao MAÇOM ANÔNIMO, que apesar de todas as dificuldades e limitações cumpre seu papel da melhor forma possível, sem se importar se o papel a ser desempenhado é de palco ou de bastidor, se é principal ou secundário. Àqueles que não se desviam do seu caminho e por maiores que sejam as dificuldades não perdem a fé na Ordem Maçônica e nos seus irmãos.

Estes Maçons anônimos, graças ao Grande Arquiteto do Universo, correspondem à grande maioria dos integrantes de nossa Excelsa Ordem , a Eles nossas efusivas homenagens

Que todos continuemos a trilhar nosso caminho rumo a perfeição e a Iniciação Maior.

Fonte: Portal Cravo/Armando F.Cravo   

 

REFLEXÃO MAÇÔNICA

COLUNAS DO TEMPLO, SÃO AS MESMA COLUNAS DA VIDA.

COLUNAS DO TEMPLO

A vida na terra, por toda sua composição, por todo seu ordenamento, pelas formas mais diversas, por suas características, pela composição harmônica, pelos batimentos cardíacos dos seres, por qualquer evento natural, deve-se a estas duas exclusivas colunas neste espaço do Universo.

Estas Colunas, que estão em nosso Templo, também estão dentro de cada um de nós, por sermos um Templo em construção constante.

Esta escolha, mostra-nos conscientemente, que estamos presentes como uma parte, de toda criação, ligados em todo um sistema, onde o equilíbrio é a razão principal da vida.

Cada giro, cada suspiro, cada movimento, cada evento, faz com que sentimos e vivemos esta realidade fenomenal.

O Sol, e nossa Irmã Lua.

Que ideia sensacional, nosso Pai criador proporcionou-nos.

Amamos tanto tudo isto, que se de dia, no Sol, trabalhamos e notamos que toda a energia abastece-nos com alimentos de ampla diversidades, temos a noite, com Ela, a Lua, presente ou ausente, influindo até em nossas relações humanas.

Não vivemos sem estas duas colunas. Seja o Sol a direita, seja a Lua a Esquerda, ou incrivelmente inversas, mas sempre dependemos dos Dois juntos; Neste movimento, dentro do Templo; Na freqüência de nossos Corações. Pulsando nossas Vidas. 

Richard Maia/SGMG/GOU
Grande Oriente Universal.

Frase do Pedreiro Livre: ““Causar um dano coloca você abaixo do inimigo, vingar-se faz com que você se iguale a ele, perdoá-lo coloca você acima dele.”” 
BENJAMIN FRANKLIN

COMEMORAÇÕES nacionais e mundiais

 

DIA DO LEONISMO 

DIA INTERNACIONAL DO LIONS

Em comemoração ao nascimento de seu fundador, Melvin Jones, em 13 de janeiro de 1879 em Fort Thomas, Arizona, EUA, celebra-se nesta data, o Dia do Leonismo, que se revela num movimento universal que congrega homens e mulheres motivados pela finalidade de servir desinteressadamente à sua comunidade e aos seus semelhantes. Traduz um conjunto de normas e objetivos da Associação Internacional de Lions Clubes em prol do bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade, sem ligações religiosas ou políticas. Através dos seus Clubes de Serviço estuda as necessidades da coletividade e apresenta meios ou sugestões para enfrentá-los, seja através dos seus próprios esforços ou em cooperação com terceiros.

Conforme a Declaração de Missão do Lions Clubs International, uma de suas finalidades primordiais é criar e fomentar um espírito de compreensão entre todos os povos com relação às necessidades humanitárias, fornecendo serviços voluntários por meio de envolvimento comunitário e cooperação internacional. Assim, aproximadamente 1,4 milhão de homens e mulheres realizam exames de vista e de saúde, construem parques, apoiam hospitais oftalmológicos, concedem bolsas de estudo, auxiliam jovens, distribuiem cestas básicas, dão apoio a entidades filantrópicas, fornecem ajuda em momentos de catástrofes e muito mais.

O Lions Clubs International foi fundada nos Estados Unidos da América em 1917 por Melvin Jones e se tornou internacional em 1920, quando foi fundado um Lions Club no Canadá. Atualmente, existem mais de 46.000 Lions Clubs espalhados por 206 países do mundo. Em nossa cidade, destacam-se pela execução de inúmeras atividades filantrópicas.

Ressaltamos a atuação do leonismo pois ela se embasa na solidariedade que integra a Terceira Geração dos Direitos Humanos e nos convida a uma séria reflexão sobre a importância de desenvolvermos uma convivência mais fraterna e solidária, notadamente numa época em que o desenfreado consumismo se sobrepõe a inúmeros princípios, tornando as pessoas mais frias e insensíveis.

Como propósito moral que vincula o indivíduo à subsistência, aos interesses e às obrigações dum grupo social, duma nação ou da própria humanidade, fazendo com que ele partilhe construtivamente da vida do seu semelhante, a solidariedade encerra dois aspectos, ou seja, participação e ajuda: uma virtude que se subordina à disposição afetiva em relação a quem nos avizinha.

O futuro, coletivo e individual, depende de esforços pessoais que se somam e começam a mudar pequenas questões para, estruturado em muito trabalho e nunca boa dose de renúncia, alcançar gradualmente, e o quanto antes, a consolidação de uma convivência afável e justa.
Fonte: Debates Culturais/Paz/João C.J.Martinelli      

 

DESTAQUE 13 JANEIRO 1989 INICIA O ATAQUE DO PRIMEIRO VÍRUS

VÍRUS DE COMPUTADOR

Um vírus de computador nada mais é que um programa ou instrução de máquina que visa a prejudicar o próprio usuário ou a terceiros.

Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar para outros computadores, utilizando-se de diversos meios.

A maioria das contaminações ocorre pela ação do usuário, executando o arquivo infectado recebido como um anexo de um e-mail. A contaminação também pode ocorrer por meio de arquivos infectados em pen drives,CDs e outros. A segunda causa de contaminação é por Sistema Operacional desatualizado, sem correções de segurança, que poderiam corrigir vulnerabilidades conhecidas dos sistemas operacionais ou aplicativos, que poderiam causar o recebimento e execução do vírus inadvertidamente. Ainda existem alguns tipos de vírus que permanecem ocultos em determinadas horas, entrando em execução em horas especificas.

Crackers e hackers

Nos anos 90 eram aficionados em informática, conheciam muitas linguagens de programação e quase sempre jovens, que criavam seus vírus, para muitas vezes, saber o quanto eles poderiam se propagar. Atualmente é completamente diferente; são pessoas que atacam outras máquinas com fins criminosos com um objetivo traçado: capturar senhas bancárias, números de conta e informações privilegiadas que lhes despertem a atenção.

Há quem diga que cracker e hacker são a mesma coisa, mas tecnicamente há diferenças:

Hacker

São os que quebram senhas, códigos e sistemas de segurança por puro prazer em achar tais falhas. Preocupam-se em conhecer o funcionamento mais íntimo de um sistema computacional, ou seja, sem intenção de prejudicar ou invadir sistemas operacionais ou banco de dados.

Em geral um hacker não gosta de ser confundido com um cracker. Nesta polêmica, o termo hacker é recuperado por programadores de computador que argumentam que alguém que invade computadores é chamado de cracker.1

Cracker.1

É o criminoso virtual que extorque pessoas usando seus conhecimentos, usando as mais variadas estratégias. Seu interesse é basicamente o vandalismo.

DETECTANDO, PREVENINDO E COMBATENDO OS VÍRUS

Nada pode garantir a segurança total de um computador. Entretanto, você pode melhorar a segurança dele e diminuir a probabilidade de ser infectado. Remover um vírus de um sistema sem a ajuda das ferramentas necessárias é uma tarefa complicada até mesmo para um profissional. Alguns vírus e outros programas maliciosos (incluindo o spyware) estão programados para re-infectar o computador mesmo depois de detectados e removidos.

Atualizar o computador periodicamente é uma ação preventiva contra os vírus. Além dessa opção, existem algumas empresas que fornecem ferramentas não gratuitas, que ajudam na detecção, prevenção e remoção permanente dos vírus. Para os usuários do sistema operacional (OS) Windows, abaixo segue a lista de alguns sites que ajudam no combate contra os vírus.

Porém, já se criou um verdadeiro mercado negro de vírus de computador, onde certos sites, principalmente russos, disponibilizam downloads de vírus e kits para qualquer um que puder pagar, virar um Cracker, o que é chamado de terceirização da “atividade”.

Maiores Informações poderão ser obtidas no Site: http://pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%ADrus_de_computador#Hist.C3.B3ria_do_v.C3.ADrus

Fonte: Wikipedia

Dia do início da Semana da Lavagem do Bonfim comemoração móvel da cidade brasileira do Rio de Janeiro-RJ, conforme Lei nº 5.146 de 7 de janeiro de 2010: 2ª semana de janeiro.

Dia do Publicitário comemoração móvel do Estado brasileiro de Pernambuco: 2ª segunda-feira de janeiro.

Dia da Cultura Racional Capichaba comemorado no Estado brasileiro do Espírito Santo, conforme Lei Nº 4808 de 9 de setembro de 1993, quando as autoridades Estaduais espirito-santenses deverão conceder facilidades para a realização dos atos públicos celebrativos dessa data comemorativa.

Dia do Leonismo Internacional comemorado por leonistas do mundo inteiro, para marcar a data do nascimento do empresário norte-americano do ramo de negócios, Melvin Jones, que veio ao mundo em 13 de janeiro de 1879 e que foi o fundador do Lions Internacional ou “International Lions”.

Dia Estadual do Movimento Municipalista Piauiense comemorado no Estado brasileiro do Piauí, conforme Lei Nº 6.258 de 27de agosto de 2012, para marcar a data da criação da APPM [Associação Piauiense de Prefeitos Municipais], hoje Associação Piauiense de Municípios, que foi constituída em 13 de janeiro de 1979.
Fonte: DiasDe       

 

FATOS DESTAQUES QUE MARCARAM O DIA 13 DE JANEIRO AO LONGO DA HISTÓRIA

1910 – Uma ópera de rádio é transmitida pela primeira vez. A música estava sendo executada no Metropolitan Opera House, em Nova York.

1915 – Um terremoto destrói por completo a cidade de Avezzano, na Itália, provocando a morte de quase 30 mil pessoas.

1933 – O Governo republicano espanhol reprime violentamente a rebelião operária.

1942 – Representantes das forças aliadas se reúnem em Londres e declaram que irão punir criminosos de guerra após o fim do conflito mundial.

1948 – Gandhi Inicia Um Jejum Em Protesto Contra As Violências Cometidas Porindianos E Paquistaneses

1970 – A Câmara dos Deputados começa a fazer censura prévia em livros, revistas e jornais, dando início ao controle interno nas redações.

1983 – A escritora Elena Quiroga é eleita membro da Real Academia Espanhola.

1985 – Médicos franceses conseguem, pela primeira vez, trocar o sangue de um feto por meio de uma transfusão intrauterina.

1989 – O Sexta-Feira 13, primeiro vírus mundial, inicia seu ataque em computadores na Inglaterra.

1991 – Milhares de lituanos se reúnem em torno do Parlamento e enfrentan as tropas russas.

1992 – O Japão pede perdão a milhares de mulheres coreanas que foram utilizadas como escravas sexuais durante a Segunda Guerra Mundial.

1993 – Acordo em Paris para a proibição de armas químicas.

1994 – O calor e a seca provocam o maior incêndio na Austrália dos últimos 200 anos, que em duas semanas causou a morte de quatro pessoas, arrasou 880 hectares de mata nativa e destruiu 200 edifícios.

Frase do Dia:  A Associação Internacional de Lions Clubes em prol do bem-estar cívico, cultural, social e moral da comunidade, sem ligações religiosas ou políticas.

 


Deixe uma resposta