FATOS DESTAQUES, CULTURA, REFLEXÃO MAÇÔNICA E COMEMORAÇÕES 10 JANEIRO

 
Share Button

FATOS MAÇÔNICOS OCORRIDOS EM 10 DE JANEIRO

1743 – O FAULKENR’S DUBLIN JOURNAL noticia que a Loja Youghall no. 21 celebrou o dia de São João com a parada, em que o “Real Arco foi levado por dois excelentes Maçons”.

1889 – Em uma reunião no dia 10 janeiro 1889 na casa do Irmão Maçom Benjamin Constant, onde compareceram os Irmãos Maçons Francisco Glicério e Campos Salles, que decidiram pela queda do Império. Benjamin Constant foi incumbido de persuadir o Marechal Deodoro da Fonseca, já que este era muito afeiçoado ao Imperador. Por fim, Deodoro assumiu o comando do movimento e Proclamou a 15 de Novembro de 1889, a República no Brasil.

Faz-se necessário aqui uma justiça ao Imperador D. Pedro II, um homem culto, ponderado, que contrariando a opinião pública, não lutou pelo trono, pois não queria ver derramado o sangue de brasileiros, demonstrando um alto sentimento altruísta, reconhecendo que para o Brasil este seria o seu novo e melhor destino.

1904 – NASCIMENTO de LAMARTINE (de Azevedo) BABO (maçom) poeta, famoso compositor popular, membro da Loja Estrela do Rio. Nasceu na cidade do Rio de Janeiro. Faleceu em 16.06.1963, no Rio de Janeiro. Compôs todos os hinos dos grandes clubes do Rio de Janeiro. Era torcedor do América F. C., do Rio de Janeiro. GRANDE COMPOSITOR, um dos maiores da história musical do BRASIL.

1951 – FUNDAÇÃO da Loja Maçônica AÇÃO E TRABALHO no. 1345 – Oriente de TUPACIGUARA MG – Obediência: G O E M G – Federado ao GOB – Reunião: Quinta-Feira – Rito: REAA.

Fonte: Grande Secretaria Geral da Educação e Cultura/GOU

Grande Ordem Universal

CULTURA MAÇÔNICA

O LEGÍTIMO LEMA DA MAÇONARIA

Qual é o lema maçônico, a tríplice divisa da Maçonaria?

Muitos maçons brasileiros com certeza responderão: “Liberdade, Igualdade, Fraternidade”! Porém, a resposta não é tão simples assim.

A origem desse lema é política, surgindo na Revolução Francesa e pegado emprestado pela Maçonaria daquele país, que tratou de adotá-lo e divulga-lo. A Maçonaria Brasileira, tão dependente da francesa, tratou de incorporá-lo e, desconhecendo a história da Revolução Francesa, fez o favor de popularizar entre seus membros uma inversão histórica dos papéis: na mente de muitos maçons brasileiros, foi a Revolução Francesa que pegou emprestado o lema da Maçonaria.

Já a Maçonaria de qualquer lugar que não seja descendente ou não tenha sido influenciada historicamente pela Maçonaria Francesa simplesmente desconhece “Liberdade, Igualdade, Fraternidade” como lema maçônico. Para o restante do universo maçônico, algo em torno de ¾ da Maçonaria mundial, a Sublime Ordem possui outro lema:

Fraternidade, Alívio e Verdade”. Essa é a divisa original da Maçonaria, muito bem explorada pela Maçonaria britânica e norte-americana de forma simbólica, ritualística e filosófica. A Fraternidade, ou Amor Fraternal, é demonstrado pelo tratamento tolerante, respeitoso e igualitário do maçom para com os demais maçons e que também alcança a sociedade; o Alívio, ou Socorro, é o objetivo de cada atitude caridosa do maçom aos irmãos, seus familiares e a toda a humanidade; a Verdade é compromisso de cada maçom, que além de observá-la deve sempre busca-la. Alguns estudiosos procuram relacionar tais grandes princípios com as virtudes teologais: Fé, Esperança e Caridade. A Verdade estaria ligada à Fé, pois Deus é a Verdade; o Alívio seria a demonstração de Caridade; e a Fraternidade representaria a Esperança de um dia todos os homens se tratarem como irmãos.

E assim como a Maçonaria brasileira costuma destacar a divisa republicana francesa de “Liberdade, Igualdade, Fraternidade” em seus diplomas, estandartes e adesivos, é bastante comum encontrar a divisa maçônica “Fraternidade, Alívio e Verdade” (Brotherly Love, Relief, Truth) em brasões, anéis, placas e souvenires maçônicos pelos países de língua inglesa.

Não se espera que a Maçonaria brasileira renegue o lema de costume, já tão enraizado na cultura maçônica local. Mas que, pelo menos, essa questão sirva como mais um exemplo de como, com o passar dos anos, a Maçonaria Universal tem sofrido fortes influências externas regionais, diferenciando-se em cada país, tornando-se “Maçonarias”. Independente de ser algo bom ou ruim, trata-se de um fenômeno que deve ser reconhecido e observado de perto.

Fonte Ir.´. Kenny Ismail No Esquadro

REFLEXÃO MAÇÔNICA

OBREIRO DA ARTE REAL

Vivendo, e aprendendo, notamos que tem coisas que não adianta forçar.
Um Obreiro da Arte Real, já nasce Nobre em suas essências. É uma coisa de genética.
Pode até estar esperando ser ligado em um dado momento, e é exatamente o que fazemos . Ajudamos a ligar esta genética que está adormecido dentro do Tempo de dentro de cada um.
Somos uma família, onde buscamos o saber e o conhecer de forma segura , com Deus, as coisas de Deus.
Quando o amor verdadeiro, de quem está conectado a isto, aproxima de nós, logo vira, e ou, talvez já seja de nascença, um de nós.
Obrigado a todos que fazem sua parte, dentro de nossa Família.
Viva eternamente em seu coração, o Grande Oriente Universal, por um único motivo, Você também pode colocar a cada dia, um tijolo na grande Obra. Na Edificação do nosso Templo interior.

Que Deus sempre os abençoe em abundância.

Apenas par lembrar: GOU – De olho em Você.

Richard Maia. SGMG/GOU
Grande Oriente Universal.

FRASE DO PEDREIRO LIVRE: Não esconda os seus talentos. Para o uso eles foram feitos. O que é um relógio de sol na sombra?” BENJAMIN FRANKLIN

COMEMORAÇÕES E FATOS HISTÓRICOS OCORRIDOS EM 10 DE JANEIRO

10 de janeiro (sexta-feira), 10º dia de 2014 (355 dias para 2015)

DIA ESTADUAL DO MOVIMENTO PELA VIDA E PELA PAZ É LEMBRADO EM BELÉM

GRUPO DE FAMÍLIAS COM PARENTES VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA SE MOBILIZAM.

Impunidade, tolerância institucional e a cultura da violência que se espalhou pelo país são os principais problemas a serem combatidos para tirar o Brasil da lista dos países mais violentos do mundo.

Impunidade, tolerância institucional e a cultura da violência que se espalhou pelo país são os principais problemas a serem combatidos para tirar o Brasil da lista dos países mais violentos do mundo

O Dia Estadual do Movimento pela Vida e pela Paz no Pará. O objetivo de instituição da data é realizar ações de combate à violência e insegurança. A data foi escolhida por conta do assassinato de Gustavo Russo, em 2005.

O grupo Movimento Pela Vida (MOVIDA), formado por famílias de Belém que tiveram parentes vítimas da violência, esteve na manhã de hoje na Praça do Operário, no bairro de São Brás, com uma ação para lembrar a data.

Vários cartazes foram distruibuídos no chão da praça, em alusão às vítimas de crimes que aconteceram no estado. A mãe de Gustavo, Iranildes Russo, que também é presidente do Movida, esteve no local e falou sobre as ações do grupo.

“O nosso grupo vem fazendo essa caminhada todos os anos desde que aconteceu o fato com o meu filho. E este ano é o primeiro dia institucionalizado. Não podemos comemorar a perda de um ente querido, mas lembrar para qe não caia no esquecimento e o poder público não ignore o sofrimento das famílias”, diz a presidente.

Na opinião dela, ainda há muita impunidade mas alguns casos que ela acreditava que ficariam impunes foram realizadas ações de justiça. “A tendência é que consigamos que mais casos continuem sendo solucionados que a justiça aconteça”, diz.

Ronald Luz, da Comissão de Direitos Humanos de Icoaraci, diz que o distrito está muito violento. “Infelizmente, Icoaraci está cheia de crimes. O estado precisa parar de maquiar. Nós temos um estado violento. Nós temos que encarar de frente que temos violência urbana. Acompanhamos vários casos e nossos representantes têm que tomar iniciativa”,

Dia Estadual do Movimento pela Vida e Paz comemorado no Estado brasileiro do Pará, conforme Lei Nº 7.627 de 2 de maio de 2012, em tributo ao “Projeto Vida por Vidas”, que começou em 2007 com o envolvimento de todas as igrejas e o Colégio Adventista da cidade brasileira de Cascavel-PR.
Assista o Vídeo: http://youtu.be/pBn9xEDPCrs

Dia em Defesa do Sistema Único de Saúde comemorado no Estado brasileiro de São Paulo, conforme Lei Nº 14.772 de 14 de maio de 2012, em tributo ao SUS [Sistema Único de Saúde], que universalizou o atendimento de saúde no Brasil a partir da Constituição de 1988, até então restrito apenas aos trabalhadores que tivessem contribuído com o INAMPS [Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social], o que fazia com que os demais brasileiros necessitados de atendimento médico fossem atendidos apenas em serviços filantrópicos de saúde.

Fonte: DiasDe

FATOS HISTÓRICOS 10 DE JANEIRO

CULTURAIS E DE MÉDIA/MÍDIA

Fonte: Wikipedia.Org.

Frase do Dia: O rio atinge os objetivos porque aprendeu a contornar os obstáculos.


Deixe uma resposta