Seja um colaborador do Brasil Maçom

Quem são os Shriners?

Quem são os Shriners?

A Shriners International é uma fraternidade baseada em diversão, companheirismo e nos princípios maçônicos de amor fraterno, auxílio e verdade. Com cerca de 325.000 membros em 194 templos (divisões) nos Estados Unidos, Canadá, Alemanha, México, Filipinas, Porto Rico e República do Panamá, nossa fraternidade é aberta a homens de integridade de todas as esferas da vida.

A Shriners International também apoia os Hospitais Shriners para Crianças®, um sistema de saúde com 22 hospitais pediátricos dedicados a fornecer cuidados médicos, pesquisa de excelência mundial e oportunidades educacionais para os profissionais médicos

Valores

Os Shriners são uma fraternidade de homens comprometidos com a família, envolvidos com o crescimento pessoal em curso, e dedicados à prestação de cuidados para crianças e famílias necessitadas. Nossas experiências e interesses são diversos, mas estamos unidos por nossos valores compartilhados e uma vontade de se divertir, fazer o bem e construir relacionamentos que podem durar uma vida.

Em 1870 um grupo de maçons se reunia com frequência para almoçar no Knickerbocker Cottage, na Sexta Avenida, em Nova York. Em uma mesa especial no segundo andar, um grupo de homens especialmente jovial se reunia regularmente. Entre os regulares estavam Walter M. Fleming, M.D. e William J. “Billy” Florence, um ator. O grupo conversava com frequência sobre iniciar uma nova fraternidade de maçons – mais centrada na diversão e na camaradagem, do que no ritual. Fleming e Florence levaram essa ideia a sério o suficiente para fazer algo sobre ela.

Enquanto estava em turnê na França, Billy Florence foi convidado para uma festa oferecida por um diplomata árabe. O estilo exótico, sabores e música da festa de temática árabe inspirou-o a sugerir esse como tema para a nova fraternidade. Walter Fleming, um devotado irmão da fraternidade, baseou-se nas ideias de Fleming e usou seu conhecimento do ritual fraternal para transformar o tema árabe na Antiga Ordem Árabe dos Nobres do Místico Shrine (A.A.O.N.M.S.).

Com a ajuda de outros frequentadores do Cottage Knickerbocker, Fleming elaborou o ritual, desenhou o emblema e as vestes, formulou uma saudação e comunicou que os membros usariam um barrete vermelho.

A primeira reunião do Shriners de Meca – o primeiro templo (divisão), estabelecido nos Estados Unidos, foi realizada em 26 de setembro de 1872.

Filantropia

Como Potentado Imperial entre 1919 e 1920, Freeland Kendrick visitou todos os templos Shriners nos Estados Unidos. Na Sessão Imperial de 1920, realizada em Portland, Oregon, Kendrick propôs que a Shriners construísse um hospital para crianças.

Os Shriners mais conservadores tinham suas dúvidas, tanto sobre os dois dólares de taxa anual de cada Shriner como sobre o significado de assumir esse tipo de responsabilidade. As perspectivas do plano ser aprovado estavam desaparecendo quando o nobre Forrest Adair (Yaarab Shriners, Atlanta) levantou-se para falar.

“Eu estava deitado na cama ontem às quatro horas da manhã, e um pobre colega que havia se desviado do resto da banda ficou sob a janela tocando durante 25 minutos ‘I’m Forever Blowing Bubbles’”.

Adair disse que quando ele acordou mais tarde naquela manhã, ele pensou de novo no músico errante. “Eu me perguntei se não havia um profundo significado na música que ele estava tocando para os Shriners… ’I’m Forever Blowing Bubbles’”.

Observando os nobres reunidos, Adair continuou. “Gastamos dinheiro com canções e bandas, mas chegou a hora para os Shriners dispender dinheiro com a humanidade. Quero ver isso iniciar. Vamos nos livrar de todas as objeções técnicas. E se houver um Shriner na América do Norte que tenha alguma objeção por ter pago dois dólares depois de ter visto a primeira criança paralítica ajudada, eu mesmo lhe darei um cheque de volta”.

O nobre Adair acomodou-se na cadeira ao som de aplausos estrondosos. Naquele momento, a maré tinha virado. Embora houvesse outros oradores depois dele, uma decisão histórica já havia sido tomada. A resolução foi aprovada por unanimidade.

Foi escolhida uma comissão para determinar o local e o pessoal do Shriners Hospital. Depois de meses de trabalho, pesquisa e debates, a comissão concluiu que não deveria haver apenas um hospital, mas uma rede de hospitais na América do Norte.

Esta ideia interessou os Shriners, que gostavam de realizar as coisas de forma magnânima e colorida. Quando a comissão trouxe a proposta para a Sessão Imperial de 1921 em Des Moines, Iowa, ela também foi aprovada.

Maçons e Shriners

Todos os Shriners são Maçons mas nem todos os Maçons são Shriners.

A Shriners International é uma divisão da Maçonaria, a mais antiga, maior e mais ampla fraternidade conhecida no mundo. A Maçonaria remonta há centenas de anos, quando pedreiros e outros artesãos se reuniam após o trabalho em casas de abrigo, ou lojas. Ao longo do tempo, os membros passaram a se organizar em confrarias maçônicas e as ferramentas de seu ofício – o esquadro e o compasso – tornaram-se o símbolo de sua fraternidade.

Ao longo do tempo, a Maçonaria evoluiu para uma organização que começou a aceitar membros que não eram artesãos. Hoje, a Maçonaria é construída sobre o alicerce da melhoria do caráter e do fortalecimento das comunidades, embora o esquadro e o compasso ainda sejam os símbolos da irmandade fraternal.

Quando a Shriners International foi fundada em 1872, a organização construída sobre os princípios que guiam a Maçonaria, adicionou um elemento de diversão e, por fim de filantropia, estabelecendo a Shriners International separadamente. As duas organizações são também estruturadas de forma similar:

Os Shriners têm os templos, a Maçonaria tem a Loja Azul ou a Loja de Ofício.

Os membros das lojas maçônicas são obrigados a estudar sobre sua fraternidade e recebem uma série de graus maçônicos.

Quando um membro completa o terceiro e último grau, ele se torna um mestre maçom e fica então elegível para se tornar um shriner.

Há cursos adicionais de estudo maçônico disponíveis – são conhecidos como o Rito Escocês e o Rito de York.

A experiência dos Shriners

Ser um Shriner pode ser uma experiência de mudança de vida. Quer se trate de novas amizades, experimentar a alegria de doar, ou se envolver em sua comunidade pela primeira vez, ser um Shriner pode tornar um homem bom ainda melhor.

Organizações de Senhoras

Você ficará surpreso ao saber que por trás de muitos Shriners ilustres existe uma grande dama. Embora a Shriners International seja mais comumente conhecida como uma organização de homens, as senhoras dos grupos afiliados ao Shrine já existiam desde o início de 1900. Tal como os seus colegas do sexo masculino, estas senhoras se dedicam a ajudar os necessitados e se divertem.

As mulheres que são relacionadas a um Shriner seja por nascimento, casamento ou adoção são elegíveis para participar do The Ladies’ Oriental Shrine of North America (LOSNA) e das Filhas do Nilo. Os membros são as esposas ou viúvas dos Shriners.

Saiba mais em: https://www.shrinersinternational.org/

Você pode gostar...

Deixe uma resposta