Rito de Schröeder – Segundo Vigilante e os Aprendizes

 
Share Button

Em princípio do séc. XVIII, um novo elemento começou a aparecer nas Lojas maçônicas: O Maçom Aceito. Isto é agregado.

Tudo indica que em 1065 que originou o nome que hoje conhecemos como VIGILANTE.

O Prumo ou a Perpendicular é a Jóia distintiva do cargo de Segundo Vigilante. Tem o simbolismo da RETIDÃO, para dispor verticalmente as pedras na posição mais adequada para a estabilidade e progresso da Obra.

Na Maçonaria é usado para erigir o simbólico templo da Glória do Grande Arquiteto do Universo.
Segundo o Rito de Schröder, no Grau de Aprendiz Maçom, o Prumo é o símbolo da Independência, da Altivez, da Dignidade e da Imparcialidade dos Justos, pois a perpendicular não pende, como acontece com as oblícuas.

É com o Nível do Primeiro Vigilante e o prumo do Segundo Vigilante que os antigos construtores conferiam as obras e, uma vez que tudo corria bem, proclamavam ao chefe que tudo estava “Justo e Perfeito”.

Sentado no meio-dia, ou seja, no meio da Coluna do Sul, o Segundo Vigilante tem os Aprendizes bem a sua frente, ficando, assim, sob sua completa observação. Da mesma forma, do lugar que ocupa o Primeiro Vigilante, tem a mais ampla visão da Coluna do Sul, na qual têm assento os Irmãos Companheiros.

Todos nós viemos do mundo profano, onde simbolicamente reina a escuridão, e todos nós já tomamos assento na Coluna do Norte, ponto cardeal por onde o Sol não percorre, reinando assim a escuridão. É neste local que tomam assento os Irmãos Aprendizes, e isto é necessário uma vez que seus olhos recém chegados na Loja Maçônica poderiam ser ofuscados ao terem de enfrentar a forte luz que ilumina o meio-dia, ou seja a Coluna do Sul.

Através das instruções que nos são ministradas, esta luz forte, que é o CONHECIMENTO, vai se tornando mais familiar , portanto, menos perigosa. Este é o momento em que o Aprendiz pode receber sua mudança de Grau e sentar-se na Coluna do Sul, deixando, desta forma a escuridão e caminhando à LUZ, ou seja, ao CONHECIMENTO.

Compete ao Irmão Segundo Vigilante:

•    Substituir o primeiro Vigilante nas ausências e impedimentos.
•    Anunciar as Ordens do Venerável Mestre e comunicar ao mesmo, quando algum Obreiro pede a Palavra, quando concedida pelo Venerável Mestre.
•    Zelar pelos Irmãos Aprendizes, instruí-los, dirigi-los e fiscalizá-los.
•    Propor Aumento de Salário, conforme seus méritos e dedicação.
•    Fazer com que seja conservada a Ordem e o Silêncio na Coluna do Norte.
•    Anuncia ao Venerável Mestre o resultado do objeto escrutinado.
•    Com uma batida de Malhete, pede a Palavra ao Venerável Mestre, quando a ele deseja dirigir-se.
•    J é a Coluna dos Aprendizes no Rito de Schröder

Ir:. Elídio Sanna

Sob:. G:.M:. AD VITAM da Grande Loja Maçônica do Brasil – GLOMAB – Oriente de SP

Fonte:  sérgio sanna

Cofundador e Administrador do Portal Brasil Maçom, Administrador da Loja Virtual Atelier do Maçom, Mestre Maçom Iniciado na ARLS Cidade de Vila Velha 89, Jurisdicionada à Grande Loja Maçônica do Estado do Espírito Santo (GLMEES), Designer, Programador e Desenvolvedor .NET de Sistemas WEB.

Deixe uma resposta