Seja um colaborador do Brasil Maçom

A Grande Mensagem de Malchut

Não é nossa intenção apresentar a Cabala. Permita-me apenas trazer à luz breves especulações sobre a décima Sephirah da Árvore da Vida, acima ilustrada.

Observando de cima para baixo, a primeira esfera ou “fruto” desta árvore é Kether. Sua localização nos inspira dimensões espirituais, o “Princípio Criador”, a “Centelha Divina”, a sutileza e a leveza da existência.

Em contraponto, na extremidade inferior está Malchut, a esfera mais material, a “Pedra Bruta”, a vida em sua forma mais densa.

Porém, é necessário ressaltar que Malchut não personifica atributos negativos, mas é o reino material desprovido de apego materialista.

Assim, adentramos no viés maçônico. Somos, simplesmente Maçons que, apesar de nossa materialidade, aspiramos a nos transformar em Homens Justos e de Bons Costumes.

Malchut nos desperta para o exercício cotidiano de Soberania sobre nossos atosLiderança sobre nossa vontade e Nobreza em nossos propósitos.

Neste processo de conscientização nos tornamos senhores de nosso destino com poder para iniciar um longo percurso por 22 caminhos que levam à Sabedoria.

Diante desta caminhada vamos nos espiritualizando, caminhando ao Oriente, ao nascer da Luz e dos grandes avatares morais. Vamos nos desposando também de proteções, por isto os aventais vão diminuindo e os adereços servem apenas para nos lembrar de nossas obrigações.

Nas ações de Soberania, Liderança e Nobreza, colocamo-nos como ponto de referência para a sociedade e conquistamos a dignidade indispensável para nos apresentar como Maçons.

Mas, afinal, o que é o Maçom?

Aprendiz, Companheiro, Mestre, Venerável, Orador, Inspetor são apenas palavras que adjetivam o Iniciado. A essência do termo Maçom é o substantivo Obreiro, aquele que obra, aquele que se dedica a um trabalho, daí usarmos a expressão: “Construtor Social”.

A frase síntese dos estudos da Cabala sobre Malchut é: “Malchut é um senso de pertencer; saber que você é importante e que faz alguma diferença”.

Correlacionando com a Maçonaria, devemos depreender:

MAÇOM É SENSO DE PERTENCIMENTO;
CONSCIÊNCIA DE QUE O OBREIRO SE FAZ NECESSÁRIO
E QUE DEVE FAZER A DIFERENÇA!
Atingimos quinze anos de compartilhamento de instruções maçônicas. Nosso propósito fundamental é incentivar os Irmãos ao estudo, à reflexão e tornar-se um elemento de atuação, legítimo Construtor Social.


Sinto muito, me perdoe, sou grato, te amo. Vamos em Frente!

Fonte:

FraternalmenteSérgio Quirino
Candidato a Grão-Mestre – GLMMG 2021/2024

Você pode gostar...

Deixe uma resposta