BREVIÁRIO MAÇÔNICO

AS MÃOS

As mãos fazem a diferença entre os homens e os animais, pois são os membros capazes de construir com perícia tudo o que possa ser necessário.


Contendo elementos esotéricos, as mãos simbolizam o poder, a perícia, a vontade e os sentidos.


Maçonicamente, é por intermédio das mãos que se fazem os reconhecimentos; as posturas em Loja; a abertura do Livro Sagrado; o trabalho construtivo; a união na Cadeia de União; a defesa pelo manejo da espada; o comando; a condução dos fluidos para a bolsa de beneficência; as mãos acariciam e ferem em um dualismo forte.


O divino Mestre curava e expulsava demônios com um simples toque ou a imposição das mãos; simboliza o estandarte. No Egito é símbolo de felicidade.


O cego lê a escrita braile com as mãos; a comunicação com o surdo-mudo é feita com as mãos, que emitem sinais convencionais.
A impressão digital identifica o individuo; o estudo das linhas da palma das mãos, a quiromancia, revela a personalidade da pessoa.


Duas mãos unidas significam amizade e Fraternidade.


Quem se cumprimenta dá a sua mão.


Dar-se as mãos simboliza afeto, apoio e segurança.


Quando dois Irmãos maçons se encontram, devem sempre se dar as mãos; para tanto, devem
ser limpas, puras e sem nódoas.

Breviário Maçônico / Rizzardo da Camino, – 6. Ed. – São Paulo. Madras, 2014, p. 238.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta